Polícia Civil prende em Mossoró mulher que vendia celular pela internet e não entregava o produto ao cliente


Policiais civis da Delegacia Especializada em Falsificações e Defraudações, prenderam na tarde desta quarta feira 02 de fevereiro de 2022. Jade Gardênia de Almeida de 31 anos, residente na Rua Aroldo Gurgel no Bairro Alto da Conceição em Mossoró.

De acordo com o delegado da DEFD, Dr. Dênys Carvalho, a prisão dela foi em decorrência de um mandado preventivo, expedido pelo juiz Cláudio Mendes Júnior da 3ª Vara Criminal da Comarca de Mossoró, por crime de estelionato (artigo 171).

Ainda de acordo com o delegado, Jade Gardênia, mantinha um loja virtual no Instagram com a fantasia Best Store, vendia celulares e não entregava o produto aos compradores. Dênys Carvalho informou ainda que ao menos 31 vítimas registraram Boletim de Ocorrência contra a acusada.

Os inquéritos tramitaram na Delegacia de Defraudações e após serem concluídos encaminhados ao judiciário. A prisão dela foi decretada e cumprida nesta quarta feira (02). Após a prisão Jade foi lavada à Delegacia e depois dos procedimentos lavrados pela autoridade policial, encaminhada ao sistema prisional. 

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.