Explosões são registradas em Abu Dhabi; Cidade recebe o Mundial de Clubes da Fifa, que tem a participação do Palmeiras

 

Foto: reprodução/Band

Pelo menos duas explosões foram ouvidas no centro de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, cidade onde a delegação do Palmeiras se encontra para a disputa do Mundial de Clubes da Fifa. De acordo com informação do canal Band, uma delas aconteceu em um hotel localizado a cerca de 20 km de onde a delegação do Verdão está hospedada. Ainda não se sabe o que causou a explosão.

Às 17h52 (horário de Brasília), pouco mais de 20 minutos após os primeiros relatos das explosões, o Palmeiras utilizou suas redes sociais para tranquilizar os torcedores e dizer que tudo está bem com a delegação, já de volta ao hotel após a vitória de 2 a 0 contra o Al Ahly que garantiu a vaga na decisão do Mundial.

Capital dos Emirados Árabes Unidos, a cidade de Abu Dhabi vem sendo monitorada pela Fifa por ser uma área de conflito militar. No dia 24 de janeiro, dois mísseis balísticos disparados pelos rebeldes huthis do Iêmen foram interceptados e destruídos pelos Emirados Árabes na região. Houve também ataques dos huthis à Arábia Saudita.

“O ataque não causou baixas e os restos dos mísseis balísticos interceptados e destruídos caíram em áreas separadas ao redor do emirado de Abu Dhabi”, anunciou o Ministério da Defesa dos Emirados Árabes, na ocasião.

De acordo com Marcel Rizzo, colunista do UOL, a sede do Mundial faz parte de uma coalizão que oferece desde 2015 apoio militar ao governo do Iêmen contra os huthis. Os rebeldes controlam o norte do país e a capital, Sanaa.

Ciente da possibilidade de algum conflito durante o Mundial de Clubes, a Fifa pediu ao governo dos Emirados Árabes garantia de segurança aos clubes e torcedores, principalmente porque entre os times participantes estão dois clubes que poderiam ser alvos dos rebeldes, casos do Al Jazira, dos Emirados Árabes, e Al Hilal, da Arábia Saudita.

O repórter Felipe Kieling, do Grupo Bandeirantes de Comunicação, está no local e relatou ter ouvido dois estrondos. Ainda não há informações sobre o que teria provocado as explosões.

Segundo ele, é possível ver uma fumaça saindo do topo de um prédio localizado na avenida. A polícia isolou o local, mas ainda não deu informações oficiais sobre o ocorrido.

Com informações de Band e UOL

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.